Do Aleitamento à Alimentação Sólida

Alimentacao solidaDurante os primeiros anos de vida da criança a alimentação é um dos fatores mais importantes para o seu crescimento, desenvolvimento e saúde. Para isso, os alimentos devem ser proporcionados em qualidade e quantidades suficientes para suprir as necessidades básicas do bebê.

Para alimentar corretamente uma criança é importante que a família esteja preparada para conduzir a transformação alimentar, desde o leite materno aos novos alimentos, e conhecer alguns princípios da nutrição, fundamentais para que a dieta da criança não fique deficiente, prejudicando o seu crescimento.

Neste espaço, você vai adquirir o conhecimento básico para entender como esse processo deve acontecer, além de orientações completas e específicas para cada fase da criança, descritas por médico pediatra e nutricionista.

Aleitamento materno (de 0 a 6 meses de idade)

O aleitamento materno exclusivo (sem adição de qualquer outro tipo de líquido) deve acontecer até os seis meses de idade. O leite materno é considerado o alimento mais perfeito e completo da natureza. Atende a todas as necessidades nutricionais (carboidratos, proteínas, gordura, vitaminas e minerais), garantindo crescimento e desenvolvimento adequados ao bebê, neste período de vida.

  • Desmame

Denomina-se o período compreendido entre a introdução de um novo alimento até a supressão completa do aleitamento materno. Nessa fase, todos os cuidados devem ser tomados para evitar que a criança rejeite, prematuramente, os sabores e as texturas dos novos alimentos. Este processo deve ser gradativo, de forma a permitir que a criança se adapte à perda do vínculo com o aleitamento materno exclusivo. Se a família desejar, o correto é acontecer o desmame a partir do 6º mês de vida, quando os alimentos sólidos já devem ser introduzidos. Entretanto, o aleitamento materno pode se estender até dois anos de vida, desde que seja complementado com outros tipos de alimento que atendam às necessidades nutricionais da criança.

Princípios para introdução da alimentação sólida à criança, do 6º mês até 1 ano

  • A partir desta idade, deve ser iniciada a administração de frutas, sob a forma de sucos e/ou papas, sempre a colheradas. As frutas devem ser oferecidas ao natural, para preservarem o seu valor nutritivo. As papas devem ser introduzidas gradualmente, no horário correspondente ao lanche da manhã, completando a refeição com a amamentação;
  • As primeiras papas salgadas devem ser iniciadas a partir dos seis meses e meio de vida, e deverão ser, preferencialmente, feitas no horário de almoço da família. As papas salgadas devem conter um alimento básico, fornecedor de calorias, como os tubérculos (batata, mandioca, mandioquinha, inhame, cará, batata-doce), ou cereais (arroz, milho, trigo, aveia), acrescido de um ou mais alimentos complementares (carnes, frango, ovos, feijão, ervilha, soja, cenoura beterraba, chuchu, couve, espinafre, e outros);
  • No início, não utilize mais que quatro alimentos numa só papa salgada. A carne (melhor fonte de ferro) deve ser adicionada depois de uma semana que a papa salgada foi oferecida. Utilizar pequenas quantidades de sal e cebola para temperar as papas salgadas. Os alimentos podem ser cozidos juntos, até restar pouca água, e só então amassados e oferecidos à criança;
  • Não encha o prato da criança, pois seu estômago é pequeno. Inicie com pouca quantidade, aumentando gradualmente. Procure amassar os alimentos (frutas, legumes e verduras) assim a criança terá contato com a textura, sabor e consistência dos alimentos.  As frutas devem ser oferecidas sem açúcar, e as sopas com pouco sal. As leguminosas (feijão, soja, grão-de-bico, lentilha e  ervilha) devem ser adicionadas a papa, a partir do sétimo mês.
  • A clara de ovo só deve ser oferecida após 10 meses de idade. Antes, pode provocar alergia. Não ofereça açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas, nos primeiros anos de vida. Os alimentos que compõem a dieta da criança devem ser os mais variados possíveis, pois só assim ela terá bons hábitos alimentares e menos riscos de doenças. É possível experimentar doces caseiros sem adição de açúcar, como geleias, gelatina e sagu.

Resumo do esquema alimentar no primeiro ano de vida

Idade Alimento Horário
Até 6 meses Leite materno exclusivo, sem oferta de água ou chás Todas as vezes que a criança solicitar
6 meses Suco de frutas Intervalo da manhã
Frutas amassadas Intervalo da tarde, antes da mamada
6 – 7 meses Papa salgada Almoço
7 – 8 meses Papa salgada Jantar
10 meses Ovo inteiro Almoço e jantar

Como para o adulto, a alimentação da criança deve ser prazerosa e fazê-la sentir-se bem.

Lenice Barbosa Neves
Nutricionista Clínica – CRN5-4244

  • Rodape

    Copyright © 2013 Gestass Assessoria. Todos os direitos reservados.
    Tel:(73) 99143-8307